Você sabe o que é Dirofilariose ou Verme do Coração?

A dirofilariose foi inicialmente identificada nos Estados Unidos em 1847 e ocorria mais freqüentemente no litoral sudeste dos Estados Unidos. Em anos recentes a dirofilariose tem sido encontrada em todos os 50 estados dos Estados Unidos.

A onda de animais infectados que pode servir como fonte de infecção para os outros animais é, provavelmente, um fator que contribui significativamente para a dirofilariose se espalhar pela América do Norte. O número real de cães e gatos infectados nos Estados Unidos ainda é desconhecido.

O que é a Dirofilariose?

O verme Dirofilaria Immitis, pertence à mesma classe das lombrigas. Na verdade eles até se parecem com as lombrigas, mas é aí que terminam as semelhança. O Dirofilaria Immitis passa a vida adulta no lado direito do coração e dos grandes vasos sanguíneos que conectam o coração e os pulmões.

Os vermes são encontrados em cães, gatos, e furões. Eles também ocorrem em animais selvagens, como leões marinhos da Califórnia, raposas e lobos. Raramente são encontrados em pessoas

Como os cães contraem a Dirofilariose?

 

dirofilariose

Os vermes adultos que ficam no coração botam larvas minúsculas que são chamadas de microfilárias e vivem na corrente sanguínea. Estas microfilárias entram em mosquitos quando eles sugam o sangue de um animal infectado. Em 2 a 3 semanas a microfilária fica maior dentro do mosquito e migra para sua boca.

Quando o mosquito morde outro animal, as larvas entram em sua pele. As larvas crescem e em cerca de três meses terminam a sua migração até o coração, onde ficam adultas, podendo atingir o comprimento de até 35 centímetros. O período entre o animal ser mordido por um mosquito infectado, até os vermes se tornarem adultos, acasalarem e botarem seus ovos é de cerca de 6 a 7 meses em cães e 8 meses nos gatos. (Lembre-se – é importante tratar do diagnóstico.)

Cães muito infectados pode ter até centenas de vermes em seus corações e vasos. Vermes adultos em cães geralmente vivem de 5 a 7 anos. 30 a 80% dos cães infectados têm microfilárias, e as microfilárias podem viver até 2 anos. Microfilárias não podem amadurecer em vermes adultos, a menos que eles passem por um mosquito. Existem mais de 60 espécies diferentes de mosquitos que podem transmitir a Dirofilária.

ProHeart-E-mail-Mkt-Ciclo-Zoetis-2016-C311-1024x604

Verme do coração pode matar?

Em cães, os vermes adultos podem obstruir vasos grandes sanguíneos que ligam o coração aos pulmões. Os vermes também podem entrar nos vasos menores nos pulmões e os obstruírem. Em casos mais graves, chamados de “síndroma caval”, os vermes enchem o ventrículo direito do coração.

Sintomas e diagnóstico do verme do coração

A maior parte dos cães com dirofilariose não apresentam sinais de doença. Alguns cães podem apresentar diminuição do apetite, perda de peso e apatia. Muitas vezes, o primeiro sinal da doença é a tosse. Os animais com muitos vermes começam a apresentar falta de resistência durante os exercícios. Alguns acumulam líquido no abdômen (ascite), o que os faz parecer barrigudos. Em poucas situações em que os animais têm muitos vermes adultos, eles podem morrer de insuficiência cardíaca súbita.

Testes sanguíneos são feitos para identificar cães infectados com D. immitis. Pelo fato de os testes não serem sempre precisos, é necessário interpretar os seus resultados com relação ao histórico e sintomas que o animal apresenta. Radiografias (raios-x) e ultra-sonografia (ecocardiografia) muitas vezes são feitos para observar mudanças típicas no coração e pulmões causadas por D. immitis, e assim determinar a gravidade da infecção. As alterações incluem o alargamento da artéria pulmonar e do ventrículo direito. Certos tipos de células (eosinófilos) pode aumentar no sangue ou nas secreções dos pulmões. Estes resultados adicionais podem ajudar a apoiar o diagnóstico.

Existem vários testes de sangue utilizados para detectar a infecção pela dirofilariose. Na década de 1960, antes dos ensaios mais sofisticados estarem disponíveis, testes para detectar a dirofilariose envolviam procurar o verme em uma gota de sangue sobre uma lâmina de microscópio. Um teste um pouco melhor, o teste de Knott, foi desenvolvido para concentrar a microfilária a partir de uma porção maior de sangue através de sua centrifugação. Isto proporcionou aos veterinários uma melhor chance de encontrar as microfilárias.

Como prevenir a Dirofilariose (Verme do Coração)

Medicamentos usados para prevenir infecções por dirofilariose são chamados preventivos. Medicamentos preventivos devem ser usados durante o ano todo, mesmo em áreas onde os mosquitos só ocorrem sazonalmente. Mesmo se algumas doses não forem dadas medicamentos preventivos ainda assim são benéficos para seu animal de estimação. Se seu cão mora em região de praia ou se costuma ir muito à praia, ele precisa ser vermifugado todo mês.

O Medicamento Revolution® possuí 100% de eficácia na prevenção quando administrado 30, 45 ou 60 dias após a infecção experimental;  100% de eficácia na prevenção em áreas endêmica.

Nos gatinhos também, 100% de eficácia na prevenção quando administrado 30 dias após a infecção experimental.

Além disso, Revolution® elimina as pulgas adultas nos cães e gatos por um período de um mês após a sua administração.
Se seu amiguinho usa Revolution® mensalmente, os ovos e larvas de pulga que estão no ambiente são eliminados ao entrar em contato com pelo e pele descamada, interrompendo o ciclo de vida da pulga.
Banner-Revolution0site-1

Os humanos podem ser infectados pela Dirofilariose?

Sim, já houve casos de infecção pelo verme no coração de pessoas. Em vez de migrar para o coração, as larvas migram para os pulmões dos humanos. Lá as larvas podem bloquear os vasos, causando um infarto.

No caso de infarto, o nódulo que se desenvolve pode ser visto em uma radiografia. Geralmente, a pessoa tem poucos ou nenhum sinal da infecção. A remoção cirúrgica do nódulo pode ser necessária.

 

Fonte / Créditos : Tudo Sobre Cachorros / Revista Meu Pet