Vizinhos fazem janela para facilitar contato de cãozinho com moça que não pode ter pets em casa

A única desvantagem do apartamento de Laryssa Giles era que ela não poderia ter um cachorro devido às rígidas do proprietário do imóvel. Embora ela tivesse um gatinho maravilhoso em casa, ela ainda ansiava para ter um cãozinho.

Felizmente, suas preces foram atendidas quando seus vizinhos trouxeram para casa Jake, uma mistura de cães das montanhas dos Grandes Pirineus e Bernese. Ela não poderia levá-lo para casa, mas ao menos pudia brincar e acariciar ele através da cerca que separava seu apartamento da casa dos vizinhos.

“A cerca estava bastante estragada, então era fácil me esticar por cima dela para brincar e fazer cafuné no Jake quando ele ainda era pequeno,” disse Laryssa. “Conforme ele crescia e ficava mais alto, era mais fácil acariciá-lo”.

tmg-article_tall-2-18

Quando a cerca foi refeita pelos vizinhos, ela significativamente mais alta. No entanto, os vizinhos tinham percebido as sessões de carinho secretas de Laryssa com o cãozinho e improvisaram uma pequena janela para que eles pudessem brincar e se comunicar.

Assim, todos os dias que Jake via Laryssa sair de casa, ele ficava de pé com as patas na janela esperando sua vizinha chegar para mais uma sessão de muito amor e carinho.

tmg-article_tall-33

Não que Jake não fosse muito amado pelos seus tutores – ao contrário, ele recebia bastante amor tanto de seus pais, quanto de sua vizinha.

“Seus tutores são pessoas incríveis”, disse Laryssa. “Eu nunca vi um cachorro mais contente do que ele.”

Com a colocação da janelinha, passar um tempo com Jake tornou-se uma “rotina diária” para Laryssa. Ele, que passa a maior parte do tempo cumprimentando os vizinhos ou descansando no quintal de casa, está sempre lá quando ela precisa dele ou o chama – não importa quando.

“Ele adora botar a cabeça na janela e observar o que está acontecendo na rua,” disse Laryssa pela rede social Reddit.

tmg-article_tall-1-23

Com o passar do tempo, Laryssa se casou e infelizmente mudou de cidade; ocasionalmente, ela ainda vai até a janelinha para visitar e brincar com Jake.

Embora seja sempre difícil dizer adeus ao seu amigo, a moça não fica preocupada, pois sabe que ele está em boas e amorosas mãos.

“Além dos tutores, os novos inquilinos também o acariciam muito. Sem dúvida Jake é um cachorro muito amado!”, conclui.

Fonte: Portal do Animal