Estudo: Cães podem melhorar o desenvolvimento socioemocional em crianças

Quem nunca se derreteu com um vídeo fofo estrelado por uma criança e um cachorro? Essa incrível ligação pode ter muitos benefícios!

Crianças de famílias com cães têm melhor bem-estar social e emocional do que crianças de famílias que não possuem cachorro, sugere pesquisa publicada na revista Pediatric Research .

Uma equipe de pesquisadores da University of Western Australia e do Telethon Kids Institute utilizou dados do questionário de 1.646 famílias que incluíam crianças de dois a cinco anos. Os pesquisadores descobriram que, depois de levar em consideração a idade das crianças, sexo biológico, hábitos de sono, tempo de tela e níveis de educação dos pais, as crianças de famílias com cães eram 23% menos propensas a ter dificuldades gerais com suas emoções e interações sociais do que crianças que não possuía um cachorro. As crianças de famílias com cães eram 30% menos propensas a se envolver em comportamentos anti-sociais, 40% menos propensas a ter problemas para interagir com outras crianças e 34% mais propensas a se envolver em comportamentos atenciosos, como compartilhar.

A professora associada Hayley Christian, a autora correspondente, disse: “Embora esperássemos que a posse de um cachorro proporcionasse alguns benefícios para o bem-estar das crianças pequenas, ficamos surpresos que a mera presença de um cachorro na família estivesse associada a muitos comportamentos e emoções positivas.”

Entre as crianças de famílias com cães, aquelas que se juntaram à família para passear com o cachorro pelo menos uma vez por semana tinham 36% menos probabilidade de ter baixo desenvolvimento social e emocional do que aquelas que caminhavam com o cachorro da família menos de uma vez por semana. Crianças que brincavam com o cachorro da família três ou mais vezes por semana tinham 74% mais probabilidade de se envolver regularmente em comportamentos atenciosos do que aquelas que brincavam com o cachorro menos de três vezes por semana.

A professora associada Hayley Christian disse: “Nossas descobertas indicam que a posse de um cachorro pode beneficiar o desenvolvimento e o bem-estar das crianças e especulamos que isso poderia ser atribuído ao apego entre as crianças e seus cães. Apegos mais fortes entre crianças e seus animais de estimação podem se refletir na quantidade de tempo gasto brincando e caminhando juntos e isso pode promover o desenvolvimento social e emocional. ”

Para examinar o desenvolvimento social e emocional das crianças e sua possível associação com a posse de cães pela família, os autores analisaram dados coletados entre 2015 e 2018 como parte do estudo Play Spaces and Environment for Children’s Physical Activity (PLAYCE). Durante o estudo, pais de crianças com idades entre dois e cinco anos responderam a um questionário avaliando a atividade física e o desenvolvimento socioemocional de seus filhos. . Dos 1.646 domicílios incluídos no estudo, 686 (42%) possuíam um cachorro.

Os autores alertam que, devido à natureza observacional do estudo, eles não foram capazes de determinar o mecanismo exato pelo qual a posse de um cão pode beneficiar o desenvolvimento social e emocional em crianças pequenas, ou estabelecer causa e efeito. Pesquisas futuras devem avaliar a influência potencial de possuir diferentes tipos de animais de estimação ou a influência que o apego das crianças a seus animais de estimação pode ter no desenvolvimento infantil.

Fonte: University of Western Australia