Chegada do Outono e saúde pet: atenção redobrada dos tutores

Caracterizado por dias mais curtos, com temperaturas frias e ar mais seco, o outono exige maior atenção à saúde dos nossos pets. Durante a estação, há um aumento de casos mais comuns problemas respiratórios, oftálmicos e articulares.

Por isso, neste período, uma dica é se atentar aos olhos dos pets.

Podem ocorrer ressecamento e irritação da mucosa ocular. Realize sempre a limpeza dos olhos dos pets com água limpa ou solução fisiológica. É importante ficar atento a qualquer alteração para que o animal não venha a ter uma conjuntivite.

Outro problema muito comum são as dores nas articulações. Os animais seniores ou acometidos por problemas osteoarticulares podem sentir maior sensibilidade ou desconforto no outono.

Sintomas de doenças crônicas articulares, podem surgir. Fique alerta em relação à dores nas articulações ou coluna do seu pet. Para prevenir, é importante fornecer uma alimentação rica em proteínas e com protetores articulares em toda a vida dos pets para que não venham a sofrer com essas afecções ao envelhecer. Caso perceba alguns desses sinais, procure o médico-veterinário.

A baixa umidade é comum nesta época o que aumenta a propagação de doenças respiratórias causadas por vírus ou bactérias, que podem até acometer cães e gatos.
Animais filhotes e idosos são os mais afetados acompanhados dos pets com focinhos mais curtos – como é o caso dos cães da raça Pug e dos gatos Persas. Os sintomas são semelhantes aos da gripe humana, como tosse, febre, coriza, espirros e falta de apetite.

Para manter a imunidade alta, é necessário cuidar da alimentação e da hidratação. É importante oferecer alimentação de qualidade, rica em nutrientes, que ajude a mantê-los saudáveis.
Lembre-se de manter água fresca e a disposição dos pets!

Fonte: caes e gatos / my pet